Translate

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Censura, em nossos dias?

Visito frequentemente o Blog do deputado federal Anthony Garotinho devido à sua forma de conduzir a sua vida pública e a sua convicção de fé. Enfim, me informo e aprendo com as matérias publicada neste blog. CONTUDO, algo me chama a atenção que é o "cabeçalho" ali existente que publico aqui:Blog do Garotinho Blog sob CENSURA
 http://www.blogdogarotinho.com.br/

Ou seja, certa pessoa tem o direito (mesmo sendo pessoa pública) de não ter o seu nome citado nem sua imagem publicada porque a justiça a protege... Fiquei então pensando: Qual é o limite de privacidade que tem um homem público, uma vez que "cuida" da coisa pública? E se citado, a justiça não deveria apenas se basear em indenizações monetárias ao reclamante quando confirmada sua denúncia? Cercear o direito à informação me parece um desserviço à sociedade e sobretudo uma atitude muito obsoleta ao direito mútuo, que não cabe mais em nossos dias atuais. 

Por isso, resolvi publicar isso aqui, como minha forma de protesto, NÃO POLÍTICA PARTIDÁRIA, mas cidadã, a fim de ENTENDER MELHOR A CABEÇA DE NOSSOS JUÍZES POR TODO O BRASIL. TAMBÉM, não sei o conteúdo do processo que teve este deferimento, mas mesmo assim, continuo achando que a internet, a televisão, o rádio, o jornal impresso, toda imprensa, em sua essência, há que ser livres! E de igual modo, responsável.