Translate

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Sou grato a Deus

SOU GRATO A
DEUS...

POR MINHA MULHER...
por ela dizer que teremos cachorro-quente ao
jantar, porque ela está em casa comigo!

Por meu marido...
por ele estar
esparramado no sofá como um purê de batata, porque ele está comigo!

Pela
adolescente lá de casa...
que está reclamando por ter que lavar a louça,
porque isso significa que está em casa, e não nas ruas!

PELAS BRONCAS DO
CHEFE...
pois isto significa que estou empregado!

PELA BAGUNÇA QUE
RESTOU DEPOIS DA FESTA...
PORQUE ISTO SIGNIFICA QUE ESTIVE RODEADO DE
AMIGOS!

Pelas roupas que estão ficando apertadas...
porque isso significa
que tenho mais que o suficiente para comer!

Pela minha sombra que me
observa em ação...
porque isso significa que estou fora, ao sol!

Pela
grama que precisa ser cortada, pelas janelas que precisam ser limpas e
pelas calhas que preciso consertar...
Porque isso significa que tenho uma
casa!

PELA VAGA QUE ACHEI BEM NO FINAL DO ESTACIONAMENTO...
porque isso
significa que posso caminhar e que tenho meio de transporte!

Pela conta
monstruosa de energia que pago...
porque isso significa que estou sempre
confortável!
PELA SENHORA DESAFINADA QUE CANTA ATRÁS DE MIM NA
IGREJA...
porque isso significa que posso ouvir!

Pela pilha de roupas
para lavar e passar...
porque isso significa que tenho roupa para
vestir!

Pelo cansaço e músculos doloridos ao final do dia...
por que isso
significa que fui capaz de dar duro o dia inteiro!

Pelo alarme que desligo
pela manhã...
porque isso significa que continuo vivo!

E SOU GRATO A DEUS
PELOS MEUS AMIGOS...
PORQUE TORNA A VIDA MAIS INTERESSANTE E
DIVERTIDA!

E, finalmente, por receber e-mails demais...
POIS ISSO
SIGNIFICA QUE UM MONTE DE AMIGOS PENSA EM MIM!

Recebi por e-mail de uma querida amiga.

domingo, 23 de janeiro de 2011

O Tempo

O tempo que passa, que me falta, em sua caminhada...
Com toda a sua graça, quando no revés, a desgraça; no desejo do nada...
É o tempo formoso, tão maravilhoso dos aniversários;
Que sucumbe intercalado, ora vence, ora é derrotado pelos adversários...

O tempo que passa, que me falta, em toda a sua jornada...
Sua preciosidade, (em intensa lida!), determina a vida e por ela perpassa...
Contando dias, anos, milênios num somatório sem fim!
Segue caminhando, independente, se há companhia; ai de mim!

O tempo que não atrasa, que nunca falta, em sua existência...
Seja presente, passado, futuro, contando histórias...
Incluso nas vidas, nas mortes dos vultos, nas pelejas, nas glórias! Ou inglórias! De tantos...

Relata animoso, o que é mais ditoso, referêncial.
Seja para quem quer saber ou não!
Pois, o que mais importa é o estar nele, em seu coração...

Jorge Firmino